Pronto-socorro vai atender à parte central da cidade

Pronto-socorro vai atender à parte central da cidade
Pronto Socorro, na Avenida Raul Teixeira, 22, começará a atender no próximo dia 16 - Foto: Felipe Santana Rick

Redação do Luzias

A parte central de Santa Luzia já tem um hospital de pronto-atendimento. Foi inaugurado nesta quarta-feira, 5 de março, pelo prefeito interino, Sandro Coelho o Pronto Socorro Municipal “Madalena Parrillo Calixto – Avenida Raul Teixeira da Costa Sobrinho, 22. Apesar da inauguração, só começará a funcionar efetivamente no próximo dia 16. Todos os luzienses baterão palmas para Sandro Coelho pelo feito de entregar à sofrida população uma unidade hospitalar. Mas é impossível não se perguntar: por que é que não reativam o Hospital de São João de Deus, a dois passos do novo pronto-atendimento, totalmente equipado, inclusive com maternidade, e fechado há exatos três anos?

O Luzias publicou recentemente uma reportagem – Santa Luzia traduzida em números -, com dados de órgãos oficiais, mostrando que, em termos de assistência à saúde, a cidade está em um dos últimos lugares entre os municípios da Região Metropolitana. Basta dizer que, desde antes do fechamento do HSJD, em abril de 2015, toda moradora da cidade grávida tem que fazer o acompanhamento, ao longo dos nove meses, e o parto em Belo Horizonte. Não nasce um luziense. Como uma cidade com quase 220 mil habitantes pode se dar ao luxo de manter um hospital inteiro fechado? No caso, uma construção histórica, de 1840 -, que serviu à população de Santa Luzia durante quase dois séculos.

Novo hospital

O prefeito interino, Sandro Coelho, foi quem inaugurou a unidade hospitalar – Foto: Felipe Santana Rick

Sandro Coelho despertou grande esperança de que houvesse um acordo para a reabertura do HSJD quando, juntamente com outros vereadores, esteve nas dependências do hospital, no ano passado, para ver de perto a situação. O grupo de vereadores prometeu estudar a possibilidade de dar vida ao velho João de Deus. Mas, infelizmente, nada avançou depois dessa visita.

“É com grande alegria que entregamos hoje esta obra. A comunidade não precisará mais se deslocar para a UPA São Benedito, porque dificulta pra muita gente. A partir de agora eles poderão ser atendidos aqui” – disse o prefeito no discurso de inauguração do pronto-atendimento, emendando com certa ironia: “Enquanto muitas cidades estão fechando unidades de saúde, nós estamos abrindo.”

Serão atendidas estas especialisdades: “Clínica geral, pediatria; cirurgia; ortopedia, com anestesista e neurologista 24 horas (escala entre neurologista e cardiologista) Foto: Felipe Santana Rick

Segundo a Prefeitura, o Pronto Socorro Municipal contará “com 3 leitos de emergência, 4 leitos de pediatria, 16 leitos de observação, sendo 1 de isolamento e 16 pontos de medicação, sendo 4 de inaloterapia, além de 06 consultórios médicos, 01 sala de cirurgia/procedimentos, 01 sala de gesso/ortopedia, 01 sala de raio X, entre outros”. E atenderá nas seguinte especialidades: “Clínica geral, pediatria; cirurgia; ortopedia, com anestesista e neurologista 24horas (escala entre neurologista e cardiologista).” Como se pode ver, a estrutura do novo hospital é pequena para atender a tanta gente, se comparada à do HSJD.

A expectativa é que a nova unidade hospitalar atenda entre “200 e 300” pacientes por dia, quando começar a operar. Depois da inauguração, o hospital está passando por um processo profundo de limpeza. Só depois, serão instalados os equipamentos, de forma que a população possa começar a ser atendida em 10 dias.

Hospital de São João de Deus: equipado, mas fechado há três anos

Como dissemos no início, mesmo com a ressalva feita, é louvável que o prefeito interino tenha conseguido entregar a Santa Luzia uma unidade hospitalar. Coisa que outros prefeitos não quiseram ou não conseguiram fazer.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply