Jaboticatubas tem 97 pessoas com a covid-19. E em SL, 46 estão com a doença

Jaboticatubas tem 97 pessoas com a covid-19. E em SL, 46 estão com a doença
A equipe de saúde de Jaboticatubas com equipamentos de proteção individual. Foto: Prefeitura de Jaboticatubas

Luzias

Pelo segundo final de semana consecutivo, Jaboticatubas fecha totalmente seu comércio, tentando conter o movimento de pessoas na cidade, que já tem 97 casos confirmados de covid-19 e luta para impedir que a doença faça novas vítimas entre seus moradores. Uma mulher residente lá, que buscou assistência médica em Santa Luzia e foi levada para Belo Horizonte, faleceu neste sábado(30) em conseqüência do novo coronavírus. Sabe-se apenas que ela tinha mais de 60 anos.

Já em Santa Luzia, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o número de infectadas com o vírus chegou a 46. Até agora, mostram os dados da Secretaria, foi registrada uma morte. A diferença entre as duas cidades é que, em Jabó,as pessoas foram submetidas a testes, quando se descobriu que muitos estavam infectadas, mas não apresentavam os sintomas da doença.

Como o vírus se espalhou – A doença avançou em Jaboticatubas depois que empregados da empreiteira Cobra Brasil, trabalhando na cidade, testaram positivo para o novo coronavírus. De uma hora para outra, Jaboticatubas se viu às voltas com dezenas de novos casos.

Veja como evoluiu o número de casos na cidade:

10 de abril – 1º caso
13 abril – 2 casos
15 de maio – 3 casos
16 maio – 17 casos
18 maio – 19 casos
20 de maio – 70 casos
21 de maio – 71 casos
22 de maio – 73 casos
24 de maio – 75 casos
25 de maio – 78 casos
26 de maio – 79 casos
27 de maio – 98 casos
29 de maio – 99 casos, com 1 óbito

Mais de 70 dos infectados são ligados à empreiteira e muitos deles são de fora do estado. Estão sendo tratados em um local preparado pela empresa.

Desrespeito às normas de segurança – Jaboticatubas já vinha tomando medidas para garantir o isolamento domiciliar de seus moradores. Decidiu torná-las mais rígidas depois do aumento dos casos. Determinou o fechamento total do comércio nos finais de semana, com exceção de farmácias e postos de gasolina. A medida vigorou no final de semana passado e nesse.

Durante a semana, também há restrições: além do uso obrigatório de máscara, em vigor desde 22 de abril, o comércio funciona em horário reduzido. E foram instaladas barreiras em algumas entradas do município.

Com tudo isso, a cidade sofre com um problema do qual Santa Luzia também padece: muitas das pessoas não estão respeitando as normas de segurança que visam a impedir a disseminação do novo coronavírus. As ruas estão cheias de gente, boa parte sem máscara, pequenas aglomerações, enfim, falta colaboração daqueles que não têm consciência da gravidade da situação.

Os de fora são os piores – No caso de Jaboticatubas, o problema é ainda mais sério, segundo contou ao Luzias uma moradora, temerosa de que a situação lá se agrave, por causa do comportamento de pessoas que vêm de fora. Como essa área junto à Serra do Cipó tem muitos sítios e chácaras, há uma grande movimentação de visitantes. “Estas pessoas chegam sempre em grupo e não respeitam nem o uso da máscara,”queixa-se a moradora.

Amanhã, segunda-feira(1), o Prefeito Eneimar Adriano Marques deve decidir se manterá ou não as medidas de segurança, inclusive o fechamento total do comércio no fim de semana que vem.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

1 Comentário

  • Maria Helena Soares da silva
    31 de maio de 2020, 23:32

    É Muito difícil controlar a população. Quase não saio de casa. As poucas vezes que saio tomo todos os cuidados e fico impressionada com as coisas que vejo. As pessoas não estão entendendo que as medidas são para o bem delas mesmo. É uma pena, Jaboticatubas é uma cidade tão pequena!

    RESPONDA