Prefeito reage a panfleto, tenista campeão encontra professor e outras notícias de SL

Prefeito reage a panfleto, tenista campeão encontra professor e outras notícias de SL
O campeão de tênis de cadeira de rodas Daniel Rodrigues com o antigo professor de História da Escola Estadual Geraldo Teixeira da Costa, Mário Alves de Oliveira Júnior, o primeiro a incentivá-lo a abraçar o tênis. Há anos o tenista procurava o professor

Quase duas semanas após o pedido de cassação protocolado na Câmara Municipal, o Prefeito Christiano Xavier volta a recorrer ao Facebook para criticar os que querem retirá-lo do cargo. A cerimônia do 177º aniversário da batalha final de Revolução de 1842, que vai condecorar três personalidades com a láurea da Cruz da Batalha de Santa Luzia. Um encontro emocionante entre o luziense campeão de tênis de cadeira de rodas e o professor responsável por tê-lo feito seguir a carreira de tenista; e as novidades na retomada das obras do viaduto que vai que vai acabar com o trânsito pesado no Centro Histórico. Leia na Coluna do Luzias

Luzias

Um incômodo que só vai ter fim em novembro
Numa mostra que continua com a Câmara Municipal entalada na garganta, o Prefeito Christiano Xavier classificou de “podre” a “politicagem”, referindo-se aos panfletos distribuídos neste sábado, 17 de agosto, principalmente na região de São Benedito, com o objetivo, segundo o Prefeito de “gerar descrédito para os diversos investimentos que estão sendo realizados (pela Prefeitura).”

O panfleto, segundo o Prefeito, foi distribuído em vários bairros, principalmente, em São Bendito

O Prefeito não se conforma com o pedido de cassação contra ele, protocolado na Câmara, em 05 de agosto, pelo advogado e professor Abraão Gracco e aceito por 10 dos 15 vereadores que votaram na sessão. O desfecho de mais esse capítulo na instável história recente da política luziense só será conhecido em novembro, 11 meses antes das próximas eleições para Prefeito, em outubro do ano que vem.

Leia a nota que Christiano Xavier postou em sua página no Facebook:

“Nesse sábado, Santa Luzia amanheceu sendo panfletada na Av. Brasília e em diversos bairros, demonstrando mais uma tentativa de trazer e remoer o desgaste e prejuízos para nossa cidade. AGORA QUE ACABAMOS COM AS MARACUTAIAS E DESPERDÍCIOS E MORALIZAÇÃO DA COISA PÚBLICA PARECE QUE ESTAMOS INCOMODANDO !!

Deviam caçar um serviço pra fazer que gere benefício para a populaçao e para a cidade, mas querem mesmo é encher o saco e gerar descrédito para os diversos investimentos que estão sendo realizados !! Como que pode ser TÃO PODRE ESSA POLITICAGEM !!?

BORA ARRUMAR ALGO ÚTIL PESSOAL, AO INVÉS DE VESTIR ABADÁ E FICAR PANFLETANDO ESSA BOBAJADA QUE NÃO PASSA DE UM CIRCO, BORA PRODUZIR ALGO DE ÚTIL!! BORA GASTAR O DINHEIRO DO POVO COM O POVO!!

Veja também:
Relator da comissão processante, vereador César fala do processo de cassação do Prefeito

Este é o lado de trás do panfleto que provocou reação furiosa do Prefeito

ALGUÉM AI SABE ME DIZER QUEM ESTÁ PATROCINANDO ESSE CUSTO E COM QUAL DINHEIRO??!

ENQUANTO ISSO ESTAREMOS ATENTOS E TRANSFORMANDO NOSSA INDIGNAÇÃO EM MAIS TRABALHO E MAIS REALIZAÇÃO PARA NOSSA CIDADE!!”

O Prefeito tem toda razão de se indignar. Ainda mais que acredita firmemente não ter feito nada de ilegal. Mas não ganha nada -só perde – quando usa o tipo de linguagem que vem usando. Alguém deveria convencê-lo disso.

Santa Luzia prepara-se para comemorar aniversário da Revolução de 1942

Haverá exposição no Solar da Baronesa e ceriônia no Muro de Pedras

Serão nesta terça-feira as celebrações de mais um aniversário, o 177º, da Revolução que pôs fim ao Movimento Liberal, iniciado em Sorocaba, interior de São Paulo, cuja batalha final foi travada em Santa Luzia, em 20 de agosto de 1942.

Às 8h, de acordo com o convite, no Solar da Baronesa, a exposição do acervo da Batalha de Santa Luzia e Café Colonial; às 9h50, no Parque Histórico Recanto dos Bravos, ou Muro de Pedras, a condecoração da láurea da Cruz da Batalha de Santa Luzia a três personalidades: Lúcia Massara, Jorge Moreira de Souza e Sabrina Alver Freesz. A oradora oficial será Regina Almeida.

Luziense campeão do tênis em cadeira de rodas encontra professsor

Daniel conheceu sua esposa, Natália, depois que começou a jogar tênis na ONG Tênis Para Todos, onde ela trabalhava
(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

Quando, há pouco tempo, Daniel Rodrigues,32, luziense campeão de tênis em cadeira de rodas, deu uma entrevista ao Estado de Minas dizendo que gostaria de encontrar o professor, do Colégio Estadual Geraldo Teixeira da Costa responsável por ele ter se tornado um tenista, Elza Maria da Silva, moradora da Frimisa, escreveu para o Luzias propondo que fizéssemos um mutirão para encontrar o professor. Ela queria de toda forma saber o paradeiro do responsável por introduzir o tênis na vida desse atleta valente, que já entrou para a História com seus feitos nas quadras.

Neste domingo, para a alegria de todos, o Estado de Minas publica uma reportagem do grande Ivan Drummond – Tenista de cadeira de rodas reencontra professor que o ajudou há 14 anos em Santa Luzia – sobre o reencontro de Daniel com seu antigo professor de história, Mário Alves de Oliveira Júnior, hoje com 38 anos, com quem o tenista havia perdido contato desde 2005.

Daniel está embarcando para o Peru na terça-feira, onde participa do Para Pan

Daniel, do bairro São Geraldo, na região central da cidade, foi homenageado há poucos dias pela Escola Estadual Geraldo Teixeira da Costa. E está embarcando para o Peru na terça-fera, 20 de agosto, onde participará, no final do mês, em Lima, do Para Pan. Em julho, o luziense tornou-se o primeiro brasileiro da modalidade a conquistar um título no exterior, no Aberto da Suíça. E, agora, tem chances de trazer para o Brasil a tão sonhada medalha de ouro. Vamos todos torcer por esse verdadeiro herói, campeão que precisou vencer todo tipo de obstáculo.

Leia também:
Luziense brilha no tênis para cadeirantes e é a grande esperança do Brasil no Pan

Obras a vista no Viaduto Geraldo Magela Barbosa da Cunha

A conclusão do viaduto é fundamental para acabar de vez com o trânsito de veículos pesados na parte histórica da cidade

A notícia está no Jornal Virou Notícia: “Foi realizada nessa quarta-feira (14/8), a pedido do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), audiência na 3ª Vara Cível, presidida pela Dra. Edna Lopes Caetano. Após três horas de audiência, foi firmado um acordo preliminar e parcial sobre o viaduto Geraldo Magela Barbosa da Cunha.

Ficou acordado que em razão da necessidade de início das obras no período da seca, a Prefeitura de Santa Luzia iniciará, já nos próximos dias, a remoção das obras condenadas (muro de concreto armado, bueiros, resto de aterro) já nos próximos dias e terminará os serviços até dezembro.

Será feita auditoria nas despesas realizadas com o viaduto e pagas à empresa Santo Pio em 30 dias. Uma nova audiência conciliatória para tentar solução final desse impasse – que se arrasta há quase três anos – será realizada no dia 2 de outubro.

Ainda não existe definição judicial sobre a responsabilidade integral ou parcial da Santo Pio, empresa que executou a obra do viaduto. Um pequeno mas importante passo para resolver a situação do complexo viário.”

Vamos ver se agora vai, porque Santa Luzia precisa desse viaduto, que consumiu tanto dinheiro do contribuinte e ficou no ar, literalmente.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

1 Comentário