‘Salve Santa Luzia’ segue lutando para transformar antiga fazenda em Parque

‘Salve Santa Luzia’ segue lutando para transformar antiga fazenda em Parque
As marcas na vegetação dos incêndios criminosos na antiga fazenda. Ao fundo, a Igreja Matriz. À esquerda, as torres da Igreja do Rosário Foto: Salve Santa Luzia

Luzias

Como parte da luta pela criação do Parque Vicente de Araújo, na antiga fazenda à beira do Rio das Velhas, membros do Movimento Salve Santa Luzia irão visitar neste sábado(23), a partir das 10h, os bairros Ponte, Morada do Rio, Vila Olga e Frimisa, com o objetivo de alertar os moradores desses locais para os graves problemas que enfrentarão, se o projeto Cidade Jardim for levado adiante pela construtora Emccamp Residencial.

Essa empresa, com sede em BH, tem planos de dividir o terreno da velha fazenda em quase 600 lotes, criando um enorme bairro numa área sem qualquer infraestrutura. O projeto prevê a elevação do terreno, através de aterro(altimetria) para evitar o alagamento da área, o que ocorre praticamente todos os anos, no período chuvoso. Esse tipo de obra vai agravar os problemas que os bairros já enfrentam quando chegam as chuvas.

Entrada da antiga fazenda do banqueiro Vicennte de Araújo, com uma área de 498 mil m2, na área central de Santa Luzia

O pessoal do Salve Santa Luzia, movimento fundado em 2021 para zelar pela cidade, literalmente invadida por conjuntos habitacionais, vai conversar com os moradores, responder perguntas e chamar a atenção, com carro de som, faixas e panfletos, para os riscos que Santa Luzia corre. É necessário a união da população para defender o município da ganância de construtoras como a Enccamp (a mesma que já está finalizando aquele número absurdo de prédios na saída de Santa Luzia, via Bicas), já que o projeto Cidade Jardim conta com total apoio da Prefeitura, que tem pressionado por sua aprovação.

Também tem o apoio da Câmara Municipal, embora, até outro dia, os vereadores desconhecessem completamente os planos da construtora, planos que, até agora, não foram discutidos abertamente com a população. No momento, as ações para que o projeto seja definitivamente aprovado estão suspensas, porque o Ministério Público, acionado pelo movimento Salve Santa Luzia, vem realizando uma investigação para saber as reais consequências para os moradores desse enorme empreendimento imobiliário.

Integrantes do movimento Salve Santa Luzia carregando faixa numa visita à antiga fazenda

No panfleto que irá distribuir para a população, o Salve Santa Luzia enumerou os muitos problemas que surgirão, caso o projeto venha a ser implementado: Agravamento das enchentes nos bairros da Ponte, Morada do Rio, Nova Esperança, Córrego Frio, derrubada de 2.500 árvores, alteração do nível do lençol freático, impermeabilização do solo devido à pavimentação, elevação do terreno e deslocamento de grande volume de água para o outro lado do rio, agravamento dos congestionamentos na já perigosa Rua do Comércio, na Avenida Beira Rio, Avenida Nossa senhora do Carmo e adjacências, aumento da população – com um transporte público dos mais deploráveis, sem estrutura hospitalar, sem novas escolas, sem áreas de lazer para uma população que já chega aos 220 mil habitantes. A área da antiga fazenda também teria um caráter histórico, porque integrantes da Revolução Liberal de 1842, que terminou em Santa Luzia, teriam utilizado a área.

O movimento Salve Santa Luzia, formado por moradores preocupados com o que vem acontecendo na cidade, não tem qualquer vínculo com órgãos oficiais. Por isso, precisa do seu apoio. Junte-se ao Salve Santa Luzia! Entre em contato através do Facebook: https://www.facebook.com/SALVE-SANTA-LUZIA-105212925196156

Leia também: Salve a velha fazenda! É preciso união e luta para preservá-la na forma de parque

Moradores de Santa Luzia têm mais uma vitória na luta para criar Parque na cidade

Audiência pública mostra: vereadores nem viram projeto para lotear Vicente Araújo

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

1 Comentário

  • MARIA GUIOMAR DA CUNHA FROTA
    23 de outubro de 2021, 00:11

    Movimento muito importante todos devem participar. Salve Santa Luzia.

    RESPONDA