Acontece em SL: o 327º aniversário da cidade, show musical e novas rotatórias

Acontece em SL: o 327º aniversário da cidade, show musical e novas rotatórias
Aos 327 anos, Santa Luzia está muito longe do ideal de cidade sonhada pelos moradores - Foto: planodesaude.net

Santa Luzia se prepara para comemorar mais um aniversário, nesta segunda-feira, 18 de março. Basta uma rápida reflexão para constatar que, aos 327 anos, a histórica cidade, com cerca de 220 mil habitantes, continua sofrendo de males que nenhum de seus administradores até agora conseguiu equacionar: continuamos, em 2019, numa indefinição quanto à reabertura do Hospital de São João de Deus. Há anos não nasce um luziense. Toda grávida da cidade é encaminhada para Belo Horizonte. Quem acredita que o HSJD estará funcionando – mesmo que seja uma ala apenas – até meados desse ano, pode baixar suas expectativas. São muitas as obras necessárias para colocar o hospital em condições mínimas de atendimento. Até agora, nenhuma obra foi iniciada.

Ninguém sabe explicar o que vai acontecer com Santa Luzia quando todos os projetos imobiliários, aprovados irresponsavelmente na cidade, forem concluídos. Se você quer entender o que estou dizendo, vá até o bairro Chácaras Santa Inês. Aproveitando que está ali, cruze a rodovia e entre, ao lado da antiga Orthocrin, em direção ao Belo Vale. Você não vai acreditar no que a construtoras estão fazendo com a cidade. A previsão é que a cidade vai receber mais de 20 mil novos moradores. E as construtoras não dão qualquer qualquer contrapartida – nem escolas, posto de saúde, melhoria do transporte, lazer, nada.

Quando é que a parte antiga da cidade e São Benedito serão integrados de verdade? Até o acesso de uma à outra é precário. Bastou uma pequena ponte ter problemas, provocados pela chuva, para que quem quisesse passar de um lado para o outro tivesse que dar uma volta de três km. Por que será que nenhuma administração se empenha numa maior integração entre a Santa Luzia velha e a Santa Luzia mais recente, representada pela região de São Benedito?

Quem passa pelo bairro Ponte Pequena vê o esqueleto de concreto lá: uma ponte no ar, ligando ao nada. Até quando? A reabertura do único museu de Santa Luzia, o Aurélio Dolabella, defronte da Igreja Matriz, é outra incógnita. E a iluminação da cidade? Pedidos de colocação de postes ou lâmpadas em ruas têm sido ignorados. No Centro Histórico, à noite, a iluminação é fantasmagórica.

Aos 327 anos, Santa Luzia se pergunta também porque tem uma Câmara tão inexpressiva, tão pouco atuante? Com uma ou outra exceção, a cidade pouco se beneficia de ter 17 vereadores. Muito poucos estão realmente preocupados em melhorar Santa Luzia. Boa parte vive cuidando de seus próprios interesses, indiferentes aos reclames da população. Se os moradores pudessem dar uma nota para a atuação da Câmara, com certeza seria uma nota muito baixa.

Música no aniversário

A tricentenária Santa Luzia completará mais um aniversário nesta segunda-feira

A grande atração no dia do aniversário de Santa Luzia será a apresentação conjunta, na praça da Matriz, às 18h, da Orquestra Sinfônica da Polícia Militar de Minas Gerais e do Coral Mater Ecclesiae – Meninos Cantores de Santa Luzia, um belo programa, promoção da Secretaria Municipal de Cultura. Também no dia 18, será divulgado o clipe de Santa Luzia que a Cérbero Produções, em parceria com o Observatório Luziense, está finalizando.

A bonita homenagem de um irmão

Vários momentos do nosso querido amigo, que nos deixou tão precocemente

Escrito por José Maria Scaldini Garcia para seu irmão “Boca Negra-Saborella:
“Hoje, 16/03/2019, transcorrido dois anos….meu querido irmão…..uma saudade eterna…..um imenso coração, repleto de felicidade, adorava viver rodeado de pessoas, contando casos, piadas, pitorescas, sorrindo dos deslizes das pessoas……silenciosamente dedicava seu tempo em , ajudar os mais necessitados, uma tarefa diária e constante durante toda a sua existência, tendo aflorado após a sua partida para os braços do Senhor Nosso Deus, através do depoimento de pessoas beneficiadas com as suas cestas de alimentos, que diáriamente e generosamente recolhia no comércio da cidade….irmão, você foi um gigante caridoso e lamentamos tomar conhecimento desta sua grandeza, somente após a sua partida…..sentimos muito a sua ausência….você era o coração bondoso, o polêmico e a alegria da nossa família….Deus na sua infinita bondade está feliz, com a presença deste bondoso discípulo ao seu lado…..no futebol foi um super craque, uma lenda, lembrado por todos…. trabalhamos juntos por décadas, obrigado pela sua dedicação, carinho e bondoso coração……..até…..😢❤🙏”

Leia também: Nova Serrana homenageia Boca Negra dando ao estádio da cidade o nome dele

Rotatórias na Avenida Beira Rio
Esta boa notícia é de Ramón Damásio, do Jornal Virou Notícias: o superintendente de Trânsito e Transporte, Coronel Wilmar Ferreira, confirmou que serão iniciadas no próximo dia 25 de março as obras que vão tornar a Avenida Beira Rio menos perigosa. De acordo com o superintente, serão construídas duas rotatórias: uma no trevo do Vésper e outra perto da Faculdade de Santa Luzia. Também próximo à Cera Ingleza, haverá uma intervenção. Veja a reportagem do Virou Notícia:

INTERVENÇÕES NA AV. BEIRA RIO COMEÇAM NO DIA 25A informação foi confirmada, nessa sexta (15), pelo superintendente de Trânsito e Transporte, Coronel Wilmar Ferreira, durante entrevista ao VIROU NOTÍCIA.Ainda de acordo com ele, serão construídas duas rotatórias: uma no trevo do Vésper e outra perto da Faculdade de Santa Luzia. Também próximo à Cera Ingleza, haverá uma intervenção.Acompanhe a reportagem exclusiva com Ramon Damásio#jornalvirounoticia #santaluzia #beirario #obra #transito

Geplaatst door Jornal Virou Notícia op Vrijdag 15 maart 2019

Com o aumento do trânsito em Santa Luzia, com muitos ônibus e caminhões pesados, as ruas e avenidas da cidade estão cada dias mais perigosas. A construção das rotatórias

Representantes das indústrias no Mosteiro

Eles se reúnem bimestralmente. Desta vez, o encontro foi nas dependências do Mosteiro

O Mosteiro de Macaúbas recebeu na quinta-feira (14/03) mais uma reunião do Grupo Itinerante das Indústrias de Santa Luzia. Coordenado, dentre outros, pelo educador Fabiano Reis, o grupo tem por objetivo a promoção da união, troca de experiências entre setores de recursos humanos, produção e segurança das indústrias. Na oportunidade, os presentes conheceram a campanha Abrace Macaúbas e foram abençoados pelas orações das irmãs concepcionistas.

Show de Janaina Assis

Janaina Assis se apresenta em São Benedito


A recomendação veio da vereadora Suzane Duarte: Janaina Assis é uma cantora fantástica. Não deixe de ver o show que ela fará neste domingo em São Benedito. Se você quiser fazer um bom programa musical, ouvir boa música, a partir das 16 horas, vá ver Janaina Assis.

Encontro de velhos amigos
Carlinhos Santana se encontrou com o velho e querido amigo o ator Sérgio Mamberti, no camarim do Cine Theatro Brasil Vallourec, depois do encerramento de “Um Panorama Visto da Ponte”, peça extraordinária encenada pelo grande ator, que completará 80 anos em abril.

Os dois se conheceram em São Paulo, na década de 1970

O reencontro dos dois só foi possível porque, quando entrevistava Sérgio Mamberti para uma reportagem no Estado de Minas, o jornalista Gustavo Werneck mencionou o nome do conterrâneo. Sérgio ficou surpreso e pediu que Gustavo dissesse a Carlinhos para ir ver o espetáculo. No camarim, após se abraçarem, os dois conversaram bastante, relembrando os tempos, na década de 1970, em que faziam parte de uma grande turma em São Paulo, formada por gente do teatro e da TV, como Flávio Márcio, Regina Duarte, Yara Amaral e tantos outros. “Um Panorama Visto da Ponte”, dirigido por Zé Henrique de Paula, com o magnífico Rodrigo Lombardi no elenco, escolheu Belo Horizonte para se despedir dos palcos. Foi na última apresentação da peça que Carlinhos e Sérgio Mamberti mataram a saudade.

Feijoada no domingo

Para quem não quiser fazer comida em casa neste domingo, aqui está mais uma opção na cidade: feijoada preparada com todos os ingredientes.

Comida de quilombo de 2020

A comida deliciosa preparada pelas cozinheiras de Pinhões

Ninguém imaginou que a terceira versão do Comida de Quilombo atrairia tanta gente para Pinhões. Centenas de pessoas compareceram no último domingo, 10 de março, ao evento, realizado no território quilombola, a 7 km do Centro Histórico, atraídas pelos pratos saborosos preparados pelas senhoras do lugar. O evento ganhou fama e cresceu muito, superando a infra-estrutura preparada para receber o pessoal. No ano que vem, os organizadores terão que ficar atentos para impedir aconteça o que aconteceu este ano: muita gente que comprou o ingresso, diante de filas tão longas para para ter acesso à comida, preferiu voltar para casa ou almoçar em um restaurante. É preciso aproveitar o enorme sucesso do Comida de Quilombo e transformá-lo numa verdadeira atração culinária de Pinhões.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply