Cerimônias marcam na cidade o 176º aniversário da Batalha de Santa Luzia

Cerimônias marcam na cidade o 176º aniversário da Batalha de Santa Luzia
A Láurea foi entregue aos homenageados pelo Prefeito Christiano Xavier, pelo presidente da OAB Santa Luzia, Francisco Massara, e pelo presidente da Câmara Municipal, Sandro Coelho. Na foto, a juíza Edna Márcia Caetano, uma das agraciadas

Luzias

Em uma cerimônia marcada pelo respeito aos heróis do passado, o município de Santa Luzia relembrou hoje, em dois momentos, os 176 anos da Batalha de Santa Luzia, episódio que marcou o fim da Revolução Liberal de 1842.

Bem no início da manhã, autoridades e convidados participaram de atos que homenagearam os dois líderes do movimento: o então Barão de Caxias, comandante do Exército Imperial, e Teófilo Otoni chefe dos rebeldes liberais. O desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Marcos Henrique Caldeira Brant, grande estudioso do movimento, relembrou momentos que marcaram a revolução. Na ocasião, a advogada luziense Rosa Maria Werneck e a professora aposentada Piedade Vieira depositaram flores junto aos bustos de bronze dos dois líderes.

Pela primeira vez, o Espaço Cultural Revolucionário José de Oliveira Campos, localizado na parte inferior do parlatório, recebeu peças históricas pertencentes ao acervo do Museu Histórico Aurélio Dolabella

Às 10h, todos se dirigiram para o parque histórico do Muro de Pedras, que também tem a denominação de Recanto dos Bravos (após concurso escolar realizado na década de 1980), onde ocorreu a cerimônia cívico-militar com participação do Exército brasileiro e a entrega da Láurea Cruz da Batalha de Santa Luzia a três personalidades com serviços prestados à cidade: o deputado federal Diego de Andrade, a juíza estadual Edna Márcia Lopes Caetano e o coordenador da Incorporação de Patrulheiros da Paz, Celso de Aquino Pereira dos Santos.

O orador oficial da cerimônia, professor Mário de Lima Guerra, destacou em seu pronunciamento a importância de relembrar a Batalha de Santa Luzia homenageando os heróis do passado, e destacou que os tempos eram outros em 1842, mas a lição que permanece é a união e a defesa dos interesses do país. “Essa união de irmãos depois da luta, depois da refrega, depois da luta pela liberdade, é a maior lição de Santa Luzia”, disse Mário Guerra que também é o reitor da Faculdade de Sabará.

Além do orador, também discursaram o prefeito de Santa Luzia, Christiano Xavier, e o Comandante da 4ª Região Militar, General de Divisão Henrique Martins Nolasco Sobrinho. Em seu discurso, Christiano Xavier falou sobre a reabertura do Museu Histórico Aurélio Dolabella, antigo Quartel Revolucionário de 1842, e defendeu a valorização da história da cidade. “Quero deixar aqui o registro de que vou ser um prefeito atuante, digno, e tenho uma boa vontade enorme em resgatar essa história perdida em Santa Luzia, com a Casa de Cultura fechada, com nosso Museu fechado, mas que já está sendo feito um plano de reabertura desses locais, para respirar novamente essa cultura tão rica e tão importante na nossa cidade e no nosso Brasil”, declarou o prefeito.

Quadro com os dois principais líderes da Revolução de 1842: Teófilo Ottoni e Caxias. Embaixo, arma usada nos combates

Um diferencial da cerimônia desse ano foi a exposição de artefatos históricos relacionados com a Batalha de Santa Luzia. Pela primeira vez, o Espaço Cultural Revolucionário José de Oliveira Campos, localizado na parte inferior do parlatório, recebeu peças históricas pertencentes ao acervo do Museu Histórico Aurélio Dolabella. Após articulação do promotor Marcos Paulo de Souza Miranda, que contou com participação da Associação Cultural Comunitária de Santa Luzia, a equipe da prefeitura municipal promoveu a exposição de janela com marcas das balas, artilharia de canhão, armas de fogo e publicações sobre o movimento que sacudiu Minas Gerais no século 19.

9.

Leia também:
Batalha de Santa Luzia, 1842: cidade guarda com orgulho cicatrizes dessa luta

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply