Academia de Letras e Artes de Santa Luzia exalta o que a cidade tem de melhor

Academia de Letras e Artes de Santa Luzia exalta o que a cidade tem de melhor
Os 40 membros da Academia Luziense foram diplomados no início desta semana

Lisa Santana, Luzias

Meus ouvidos acordaram, primeiro, percebendo um latido de cachorro distante, depois, um passarinho que cantou por perto e galinhas cacarejando logo ali.

Abri os olhos devagarinho percebendo que estava no quarto da casa dos meus pais, em Santa Luzia, de cara me senti acolhida e no quentinho das cobertas, uma lembrança agradável me veio da noite anterior me dando conta do porque eu havia dormido lá: a ALUZ – Academia Luziense de Letras e Artes de Santa Luzia – promoveu um evento onde comemorou seus 03 anos de existência e, na oportunidade, deu posse aos seus 40 membros.

O evento, que aconteceu em uma terça feira aparentemente comum, às 19:30h, no auditório do SESI/SENAI, no bairro Boa Esperança, aos poucos foi ganhando platéia e corpo, deixando a gente encantada.

José França e Fabiano Reis, presidente e vice presidente da Academia

Foram duas horas e meia de valorização do humano e da arte. Enquanto se contava a história da academia, criança que, esperamos, cresça robusta e forte, passaram por ali, bailarinas, músico, declamadores de poesia… Reafirmando o que muitos de nós sabemos de cor: Santa Luzia é um lugar onde a arte purula e artistas brotam.

A Academia de Letras e Artes vem para oficializar e fazer com que se conheça e valorize os artistas da cidade.

A cerimônia, na sede do Sesi/Sesc, contou com o brilho da bailarina Jeniffer Gonçalves

Nesses três anos, ela promoveu ou participou de eventos ligados a várias escolas, associações de bairro, saraus de rua, onde levou poesia, literatura, contação de histórias, música, dança, artes plásticas a um vasto e variado público.

Na entrega da posse aos membros, tive agradável surpresa ao descobrir como patronesse e patrono dos meus colegas, dentre outras e outros, Pagu, Clarice Lispector, Cecília Meireles, Carolina Maria de Jesus,Mário Quintana, Guimarães Rosa, Alphonsus de Guimarães, Manuel de Barros, Roberto Drumond, Gregório de Matos,João Cabral de Melo Neto, Pedro Paulo de Oliveira (músico dos mais talentosos e maestro da Banda de Música Benício Moreira) e dentre muitos mais, descobrir que Sebastião Breguês foi alçado à imortalidade,sendo escolhido Patrono por Geraldo Rodrigues França, que hoje ocupa a cadeira de número 31.

Airton da Cruz, com seu violão também contribuiu para tornar a festa mais bonita

Não bastasse a comida pra alma que a noite nos ofereceu, pro corpo nos foi servido um Buffet pra lá de maravilhoso. Sai das comemorações grata, com corpo e alma dançantes. Minha vontade era de abraçar a todos parabenizando, mas principalmente a José França e Fabiano Reis, presidente e vice presidente da Academia, a todas as mulheres que visível e invisivelmente estiveram na linha de frente na feitura deste evento/encontro.

Foi tão bom, que a gente saiu com a sensação que é preciso que aconteça mais e mais, para que a Academia se solidifique e para que continue sendo um presente para nós membros, para a cidade e seus habitantes.

Encantadora, a pequena Lavínia deu o seu recado através da dança

Em tempos tão terríveis, a transcendência a qual a arte nos propõe é que nos pode valer. Me lembrei ainda com gratidão do Dr. Rocival, outro grande acadêmico e amigo, que foi quem me indicou para fazer parte da academia.

Enquanto pensava tudo isto, com certa alegria, um passarinho cantou de novo, me virei na cama, puxei as cobertas e neste friozinho, envolvida de calor e de bons pensamentos, voltei a dormitar pensando: aposto que este passarinho é verde.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

2 Comentários

  • Adalberto
    20 de julho de 2019, 22:21

    Santa Luzia sempre foi berço das artes. Aluz , academia de letras de Santa Luzia, e´garimpeira espledente e mãe gentil dos filhos desgarrados. Parabéns ! Tenho a honra de participar desse ilustre cenário de acadêmicos.

    RESPONDA
  • José Carlos Santana
    27 de julho de 2019, 07:13

    É isso, Lisa, um passarinho verde agora tambem enfeita e encanta nossa gaiola terrena.

    RESPONDA