Mulheres que desempenharam um papel importante na construção de Santa Luzia

Mulheres que desempenharam um papel importante na construção de Santa Luzia
Maria Amélia Giovannini Gabrich. Casada com Nívio Gabrich. Teve 11 filhos: Sandra, Marco Antônio, Nivinho, Mirinha, Reinaldo, Niltinho, Fernando, Paulinho, Cláudia, Nívea e Renato

Luzias

Remexendo em um arquivo de fotografias, tive a alegria de encontrar a maior parte das imagens que você vai ver nesta página. Foram feitas nos anos de 2007 e 2008, período em que editei o Leia Agora. Havia uma coluna no jornal com o título “Bom Dia, Santa Luzia”, que estampava sempre a foto de uma dessas mulheres maravilhosas. Eu e Heli Lara Lima fazíamos as fotografias. As outras fotos são de Marco Aurélio Fonseca, diretor de Patrimônio Histórico, dono de um invejável acervo de imagens da cidade e de seus moradores. Conseguimos reunir aqui – falta muita gente, claro – 35 mulheres, cujo maior legado são seus próprios filhos, as sementes que plantaram.

Quando terminei de ilustrar esta página, olhando uma por uma delas – todas já se foram -, me veio à memória este poema de Carlos Drummond de Andrade, Para Sempre:

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
— mistério profundo —
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Clara Carvalho Santana, casada com Duca de Pinha. Teve 12 filhos: Zé, Carlinhos, Nenez, Bebete, Nem, Maya, Lelena, Lisa, Malice, Nando, Sãozinha e Lu

Ephigênia de Jesus Werneck, casada com Helton Guimarães Werneck. Teve sete filhos. Esta foto foi feita em 9 de abril de 2008, quando os filhos, Gustavo e Mário aniversariavam. Faltam na foto Heltinho, Luzia, Rosa, Daniel e Hugo

Maria da Conceição (Zizi), casada com Antônio Nonato. Teve 14 filhos: Toninho, Lili, Eliane, Dinha, Márcio, Branca, Adriana, Cristiano, Paulo Sérgio, Marco Aurélio, Fernando, Luzia, Cláudia e Júnia

Elizabeth de Almeida Santos – Bebete, casada com José Santos(Zé Pau de Fósforo). Teve quatro filhos: Solange,Talardo, Priscila e Carlos Magno

Helenita Diniz Viana, casada com Ary Fonseca Viana
Teve quatro filhos: Tuca, Sônia, Chico e Eliene

Tiná, casada com Adolfo Silva. Teve 12 filhos: Marcos, Mariangélica, Mariângela, Maria Lúcia, Zé Brígido, Ricardo, André, Lucinha, Loloia, Marinês,Piedade e Miguel

Teresa Gabrich, casada com Totônio Fonseca. Teve três filhos: Maria Goreth, Geraldinho e Sávio

Nossa querida Lelê, casada com Zé Simões. Sem filhos

A saudosa Gema, que tornou os doces de Santa Luzia apreciados fora das fronteiras do Brasil

Dona Nercíria Rodrigues, casada com Dr. Oswaldo. Teve quatro filhas; Tereza, Rosa, Cláudia e Naná

Ornela Carvalho, casada com Zé Carvalhinho. Teve 10 filhos: Orlando, Osmar, Osvaldo, Antônio, Elceni, Eva, Eustáquia(Tati), Antônio, Eliane e Lêla

Dona Jovelina (Jove). Casada com Joaquim Bicas. Teve nove filhos: Lalá, Divina, Dorinha, Bebete, Mário, Marina, Helena, Paulo e Regina

Ceci Avelar Moreira, casada com João Barracão. Teve seis filhos: Maria, Marisa, Marina, Joãozinho, Mara e Magda

Lúcia, casada com Francisco Melo (Chico Macaco). Teve nove filhos: José Jorge, Natalina, Antônio(Manga), Sônia, Natália, Suzana, Nivaldo, Margarete, Serginho

Divina, casada com Acácio Andrade(Cacique). Teve 10 filhos: Luzia, Maria do Carmo, Regina, Zé Márcio, Antônio, Gabriel, Adelino, Mércia, Cezinha e João Bosco

Dona Tita, casada com Dr. João Evangelista. Teve cinco filhos: Mônica, Joãozinho, Zé Marcos, Lucas e Moema

Olimpia Fiorini Massara, casada com Francisco Massara(Quinho). Teve sete filhos: Celeste, Lúcia, Maria de Lourdes(Neneca), Regina, Terezinha, Esther e Chiquinho Massara

Maria Eulália de Jesus Novy, casada com Antônio Novy. Teve 11 filhos: Jair, Liquinha, Neneim, Milton, Nadir, Tinho, Petrônio, Sidnei, Maria Helena, Vânia e Toninha

Luzia Teixeira Hardy, Ló, casada com Raphael Hardy Filho. Teve cinco filhos: Álvaro(Veveco), George, Bite, Eliane e Toninho

Dona Luiza Diniz Kentish, casada com Sr. Kentish. Teve três filhos: Thomas, John e Mabel

Conceição Fonseca, casada com Bimbo, dois filhos: Marco Antônio e Chichico; e Maria Helena Lopes,Lena, casada com Antônio Tibúrcio. Teve um filho: Edison

Maninha Lara Massara, casada com Orlando Massara
Teve quatro filhos; Cristiano, Landinho, Zé Maurício e Cláudio

Maria Aparecida de Almeira Gabrich, casada com Geraldo Gabrich. Teve quatro filhos: Alexa, Geraldinho, Tininha e Lili

Quitita, irmã de Gema, que fazia os canudinhos de doce de leite mais famosos da cidade

Vicentina Pereira de Carvalho( Cintinha), casada com Antônio de Paula. Teve cinco filhos: Eunice, Maria, Alice, Antônio e Regina,

Dona Ceni, casada com Modestino Gonçalves Filho. Teve três filhas: Maria Adélia,Greyce e Ângela

Dona Ruth Tófani, casada com Detinho
Teve quatro filhos: Eduardo, Roberto, Fernando e Zé Carlos

Nira Silva, funcionária do Hospital de São João de Deus. Teve três filhos: Osmar, Didi e Antônio

Dona Isabel Pinto Monteiro, casada com Armando Pinto Monteiro
Teve dois filhos: João Bosco e Bernardo

Neusa Mumdim, casada com Moacir Mumdim. Teve cinco filhos: Walter, Wagner, Waine, Wanda e Moacir Filho

Terezinha Diniz, casada com Lázaro Fonseca. Teve oito filhos

Marilu Tibúrcio de Oliveira, casada com Itinho; em segundas núpcias, com Raimundo (Piaba) em segundas núpciaas. Teve duas filhas: Hilda e Ana Luiza

Dayse Guimarães, casada com Dr. Barão. Teve três filhos:Sinhá, Mônica e João

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

12 Comentários

  • Nenez
    31 de julho de 2018, 20:36

    Que linda homenagem Maia!!!

    RESPONDA
  • Cristiano Masaara
    1 de agosto de 2018, 16:19

    Obrigado Maia por nos trazer lembranças tão bonitas e pessoas tão especiais. Emocionante.

    RESPONDA
    • Maya Santana@Cristiano Masaara
      1 de agosto de 2018, 16:27

      Elas merecem todas as homenagens. Forte abraço pra você, querido Cristiano.

      RESPONDA
      • Rogério de Oliveira@Maya Santana
        31 de março de 2019, 21:02

        Dona Clara ,hein Maia ?….. Dna Ephigênia Werneck …..,Dona Conceição , de Bimbo …., Nira do hospital ……. Ló , do Dr Hardy……Dona Cecí Barracão ……Dona Tiná de Adolfo…. e principalmente meu anjo protetor e amiga Dona Nercíria . Valeu , Maia……esse tempo pra mim foi agorinha mesmo ……esse passado anda comigo pra baixo e pra cima , aqui em Niterói …….. Ele sou "eu"…. ..Bjs , muito grato. e até mais.

        RESPONDA
        • Maya Santana@Rogério de Oliveira
          1 de abril de 2019, 15:46

          Grande e querido, Rogério. Prazer enorme ler o seu comentário. Abraço saudoso para você!

          RESPONDA
        • Rogério de Oliveira@Rogério de Oliveira
          2 de abril de 2019, 01:00

          Maia…. Nessa côrte dos meus reis Oswaldo e Duca , há que se abrir espaço para uma dama da noite , precursora da presença feminina nas madrugadas , e um ícone da boemia de Santa Luzia , por ter desafiado garbosamente padrões rígidos do comportamento feminino , na década de 70.. Refiro-me a SANDRA DOLABELLA. . Faça-lhe justiça nessa Galeria e batalhe para introduzi-la na História da Cidade . Jornalista , pesquisadora e amiga , são pra essas coisas….. Bjs

          RESPONDA
  • João Alexandre
    12 de agosto de 2018, 12:26

    Faltou Dagmar Barboza de Souza, educadora da cidade que hoje da nome a escola da Frimisa próxima a prefeitura municipal.

    RESPONDA
    • Maya Santana@João Alexandre
      12 de agosto de 2018, 18:18

      João, faltam muitas, muitas mulheres valorosas de Santa Luzia. A relação que publiquei foi feita com base nas fotografias que encontrei. Por favor, se você tiver foto de Dona Dagmar ou de alguma outra dessas senhoras, envie para nós, através do e-mail: contato@luzias.com.br Grande abraço pra você.

      RESPONDA
  • Tatianne Perdigão
    30 de agosto de 2018, 05:34

    Que linda homenagem… Parabéns pela iniciativa…
    Se tiver uma homenagem parte 2 (rsrs) ficaria muito feliz em citar a minha vó, Enedina Viana Perdigão que está com 91 anos, viúva de Otávio Eustáquio Perdigão (saudoso Barbiá).
    Abraços e parabéns novamente…

    RESPONDA
  • Celeste Massara
    21 de outubro de 2018, 12:22

    Só hoje tive acesso à reportagem publicada por vocês em julho/2018, sobre Mulheres que tiveram papel importante na comunidade luziense. Encontrei ali pessoas pelas quais sempre tive a maior admiração e carinho, entre elas a minha querida mãe Olympia Massara. Agradeço em nome de todos os meus irmãos.

    RESPONDA
    • Maya Santana@Celeste Massara
      21 de outubro de 2018, 13:57

      Muito bom encontrá-la aqui, Celeste. Pena que não pudemos relacionar todas as mulheres importantes na construção de Santa Luzia, porque não conseguimos fotografias. Mas, aos poucos, vamos fazendo justiça a elas. que nos legaram tanto. Forte abraço para você e para seus irmãos.

      RESPONDA