Santa Luzia fica de fora da reunião de Prefeitos com o Presidente Bolsonaro

Santa Luzia fica de fora da reunião de Prefeitos com o Presidente Bolsonaro
O Presidente sobrevoando as áreas mais atingidas pelas chuvas na Região Metropolitana. Fotos: Alan Santos PR

Luzias

Quem leu as matérias sobre a vinda do Presidente Jair Bolsonaro a Minas Gerais na tarde desta quinta-feira(30), para ver de perto os enormes estragos que as enchentes do final de semana causaram em Belo Horizonte e na Região Metropolitana, ficou se perguntando por quê, sendo Santa Luzia uma das cidades mais atingidas pelos temporais, o Prefeito Christiano Xavier não participou do encontro com o Presidente?

De acordo com a imprensa mineira, do encontro, no aeroporto de Confins, participaram os prefeitos de Belo Horizonte, Contagem, Betim, Nova Lima, Ibirité, Sabará e Raposos. Santa Luzia, segundo repórteres que cobriram a vinda do Presidente, não foi sequer mencionada na reunião com os Prefeitos. E, ao contrário dessas outras cidades, não teve seu território sobrevoado pelo helicóptero que levava Jair Bolsonaro.

O que os luzienses – tantos deles afetados pelo transbordamento do Rio das Velhas -, gostariam de saber é por quê? Por que razão Santa Luzia foi excluída desta reunião tão importante? E quais serão as consequências dessa ausência na destinação do dinheiro prometido pelo governo federal – quase um bilhão de reais liberados para os estados da região sudeste que sofreram com as chuvas. Quanto será virá para Santa Luzia?

Leia o artigo publicado pelo Estado de Minas sobre a vinda do Presidente a Minas:

Depois de sobrevoar de helicóptero por cerca de uma hora as áreas afetadas pelas chuvas em Minas Gerais, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) retornou ao Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, na tarde desta quinta-feira.

Leia também: Mercúrio e minério de ferro na lama em Santa Luzia: Prefeitura registra Boletim de Ocorrência contra empresa da Vale

Bolsonaro sobrevoou Raposos, Ibirité, Contagem, Betim, Sabará e BH. No retorno, se reuniu com políticos, ministros e outras autoridades estaduais e municipais para definir ações sobre as chuvas, que atingem fortemente o estado desde a última semana.

Prefeitos de seis cidades mineiras (Alexandre Kalil, Belo Horizonte; Vittório Mediolli, Betim; Alex de Freitas, Contagem; William Parreira, Ibirité; Vitor Penido, Nova Lima; e Wander Borges, Sabará), além do governador Romeu Zema (Novo), participaram do encontro.

Leia também:Testemunho da noite de horror vivida pelos moradores do bairro da Ponte

Fazem parte da comitiva presidencial os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa), Gustavo Canuto, (Desenvolvimento Regional), Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), Osmar Terra (Cidadania), Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional).

Deputados mineiros e representantes de autoridades municipais e estaduais também estiveram presentes no encontro.

As chuvas já provocaram 55 mortes em Minas Gerais desde a última semana. Segundo a Defesa Civil Estadual, mais de 100 municípios de mineiros tiveram situação de emergência decretada em decorrência dos estragos causados pela chuva e pelo mal planejamento urbano.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

2 Comentários