Com grandes caminhões de soja, trânsito na Rua do Comércio torna-se insuportável

Com grandes caminhões de soja, trânsito na Rua do Comércio torna-se insuportável

Caminhões como este, carregados de soja, trafegam o dia inteiro, vindos da Avenida Beira Rio. Foto: Luzias

Luzias

Moradores do bairro da Ponte – São João Batista – estão fazendo um apelo à Prefeitura, para que encontre uma forma de controlar o trânsito na Rua do Comércio, agora mais intenso e perigoso por causa da passagem constante, durante o dia inteiro, de enormes caminhões carregados de soja.

Os caminhões, com sua carga pesada, vêm pela Avenida Beira Rio, entram na ponte nova, passam pela Rua Felipe Gabrich e ganham a Rua do Comércio. Dali, seguem para seu destino.

Moradores queixam-se de não conseguir atravessar a rua, porque o fluxo de veículos é contínuo. Foto: Luzias

A principal via do bairro, na parte baixa da cidade, já vinha sofrendo com o passar contínuo de veículos e a falta de sinalização luminosa. De uns tempos para cá, vem se tornando ainda mais sobrecarregada e arriscada devido ao incessante movimento dos caminhões.

Como são muito pesados e lentos, acabam também atrapalhando o trânsito. Além do barulho que não para, os moradores queixam-se que têm dificuldades para a atravessar a rua e que, volta e meia, acontece um acidente.

São muitos os veículos pesados que trafegam pela principal rua do bairro da Ponte

Os moradores reclamam ainda da soja que cai na rua e fica lá, atraindo uma imensidão de pombos famintos. Resultado: “A Rua do Comércio está cheia de cocô de pombo, muito suja” – denuncia uma moradora.

Outro fator importante na deterioração do tráfego na área é o trem da Vale, “que passa quatro,cinco vezes por dia. E quando a composição passa, para tudo. Isso tem um impacto terrível no trânsito das ruas Rio das Velhas e do Comércio,” protesta outro morador.

O que os moradores querem é um maior controle do fluxo de veículos. Foto: Luzias

Um dos bairros mais antigos de Santa Luzia, a Ponte está pedindo socorro.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

2 Comentários

  • cristiano
    8 de maio de 2020, 19:05

    Obrigado Maia pela divulgação. Nós, moradores da rua do Comercio, estamos sofrendo com o barulho, o tráfego intenso de veículos pesados ( o asfalto não foi feito para trânsito tão pesado) e com as constantes paralisações no trânsito, devido a via férrea que corta nossa rua.

    RESPONDA
  • Antônio reis
    8 de maio de 2020, 22:38

    É um absurdo….. começa a cobrar pedágio para uma nova solução, querem cortar caminho prejudicando a população ..hello prefeito.???? mais um desafio para você, vamos lá juntos para o melhor da população…..confio em você?🙏🙏😷

    RESPONDA