A sinistra espera de Barão de Cocais e o que anda acontecendo em Santa Luzia

A sinistra espera  de Barão de Cocais e o que anda acontecendo em Santa Luzia
Na cidade, de cerca de 33 mil habitantes, ninguém consegue dormir, com medo da iminente tragédia. Foto: Hora do Povo

Luzias

A espera sinistra dos moradores de Barão de Cocais, Santa Luzia preocupada com o abastecimento de água, Clube Social Luziense elege nova diretoria provisória, Câmara vai ouvir secretários sobre aterro sanitário, depois que a Prefeitura foi multada por descumprir acordo, Comissão Municipal de Saúde quer saber o que provocou a morte do pequeno Kauan, de 8 anos, na UPA de São Benedito, Fernando de Castro escreve a História do bairro São Bené e curso gratuito de cuidador de idosos. Estes são alguns dos assuntos desta Coluna do Luzias.

Leia:

A vida que a Vale tornou um inferno em Barão de Cocais
O jornal O Tempo publicou longa reportagem mostrando como a população da cidade de Barão de Cocais espera o possível rompimento da barragem Superior Sul, mantida pela Vale, na Mina de Congo Seco. “Os moradores estão doentes, apavorados com a possibilidade de um mar de lama invadir a cidade a qualquer momento. A única agência de correio está fechada desde segunda-feira. Para complicar, os bancos também decidiram fechar as portas. No comércio, que já estava ruim, as vendas despencaram.”

Se realmente a barragem se romper, será a terceira em Minas Gerais, depois de Mariana e Brumadinho – duas apenas este ano. Como é que os sucessivos governos de Minas deixaram a Vale reinar absoluta, agindo unicamente em função do lucro auferido com a venda do minério de ferro, negligenciando totalmente a vida de seus funcionários e o meio-ambiente do qual tira os seus bilhões de dólares? O que fazer com uma empresa, a segunda maior mineradora do mundo, tão irresponsável?

Em SL, a precupação não é com a lama, mas com o abastecimento de água
Neste sábado, 25 de maio, completou quatro meses do rompimento da barragem da Mina do Feijão, de propriedade da Vale, em Brumadinho. A tragédia se consumou no dia 25 de janeiro, às 12h28m: 242 pessoas morreram e outras 28 permanecem desaparecidas. Reveja o momento exato em que a onda gigante de lama foi liberada:

Analistas acreditam que é pouco provável que haja o rompimento de qualquer barragem que leve a lama até Santa Luzia. Mas alertam que, a morte do Rio Paraopeba, depois da tragédia de Brumadinho, vai provocar problemas de abastecimento de água para uma parcela grande da população. Até agora, a Copasa não deu uma palavra sobre como sobre como está, ou como vai ficar, a situação do abastecimento de água na região metropolitana de Belo Horizonte. Os mesmos analistas creem que Santa Luzia, assim como outros municípios da Grande BH vai sofrer impacto no abastecimento, por causa da poluição das águas.

Linha de trem vai ligar BH à Serra da Piedade

Basílicas no alto da serra recebem anualmente cerca de 500 mil visitantes e guardam relíquias como a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas, esculpida por Aleijadinho foto: Marcos Vieira/EM/DA Press – 30/3/18

A boa notícia, publicada pelo Estado de Minas deste domingo, 26 de maio, e assinada por Gustavo Werneck diz o seguinte: “A fim de favorecer o turismo e oferecer alternativa à perigosa rodovia BR-381 no sentido Vitória (ES), a Arquidiocese de Belo Horizonte elaborou um projeto para ligar, por trem, a capital a Sabará e Caeté, com uma estação aos pés do maciço que guarda duas basílicas – no altar-mor da ermida do século 18, fica a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas, esculpida por Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1738-1814).”

A matéria continua, explicando que o “recém-eleito presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor está entusiasmado com o projeto do trem para a Piedade: ‘A Região Metropolitana de Belo Horizonte guarda tesouros que precisam ser apreciados e valorizados. A arte barroca das cidades coloniais, muitas belezas naturais pouco conhecidas, patrimônios da religiosidade e da história de Minas. É preciso investir para que a fé e o turismo contribuam ainda mais para o desenvolvimento sustentável do estado, da capital e da Grande BH”. Clique aqui para saber mais.

Prefeitura é multada por descumprir acordo envolvendo aterro sanitário

A vereadora Suzane Duarte Almada foi ver de perto a situação do aterro sanitário de Santa Luzia

A Câmara Municipal, através da vereadora Suzane Duarte Almada, convocou os secretários de Meio Ambiente, Geraldo Magela Ramires Costa, e de Obras, Bruno Márcio Moreira Almeida, para comparecerem à Câmara na quarta-feira, 29 de maio, para esclarecer aos vereadores como está a situação do aterro sanitário de Santa Luzia, no bairro Barreiro do Amaral.

O que aconteceu foi que a Prefeitura assinou com o Ministério Público em dezembro de 2018 um Termo de Composição Judicial, se comprometendo, por exemplo, a proibir o depósito de qualquer tipo de resíduo (lixo) no local, elaborar um Plano de Recuperação de Área Degradada e um Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos.

Na semana atrasada, o Ministério Público esteve no local. Constatou que a Prefeitura não está cumprindo alguns dos compromissos que assinou e acionou a Polícia Municipal de Meio Ambiente. Confirmada a falha da Prefeitura, dois dos secretários municipais ligados à área foram chamados à sede do Grupamento da PM Ambiental, em Caeté, onde receberam o auto da infração e a Prefeitura foi multada. Daí a convocação para que os dois secretários compareçam à Câmara, na próxima quarta-feira, para dar explicações.

Houve negligência no atendimento da criança que morreu na UPA de São Benedito?

A criança foi atendida aqui, com suspeita de dengue. Morreu dois dias depois

É isso que a Comissão da Saúde da Câmara Municipal de Santa Luzia, integrada pelos vereadores Paulo Bigodinho(Presidente), Neylor Cabral( vice-presidente) e Suzane Duarte Almada(Relatora), está tentando saber: houve negligência no atendimento do menino Kauan, de oito anos? Ele estava internado desde domingo, 18 de maio, com suspeita de dengue. E, segundo a família, embora estivesse com forte dor de cabeça, recebeu alta. Para desespero da mãe, a criança morreu no dia 20. Ouça o que dizem os vereadores que estão tentando descobrir o que realmente aconteceu com o pequeno Kauan:

AÇÕES DA COMISSÃO DE SAÚDE SOBRE O ÓBITO DA CRIANÇA NA UPA SÃO BENEDITO Após o conhecimento do óbito da criança ocorrido na UPA São Benedito no dia 20 de maio, a Comissão de Saúde da Câmara Municipal realizou algumas ações relatadas neste vídeo.

Geplaatst door Suzane Duarte Almada op Vrijdag 24 mei 2019

Clube Social Luziense tem nova diretoria provisória
Reunidos em Assembléia-Geral Extraordinária, neste sábado, 25 de maio, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil(OAB), Seção Santa Luzia, no bairro Novo Centro, sob o comando o Promotor Marcos Paulo de Souza Miranda, os sócios-proprietários do Clube Social Luziense, na Rua Direita, 315, elegeram sua nova diretoria temporária, empossada imediatamente. O objetivo é que os novos diretores levem adiante o trabalho necessário para que a sede volte a funcionar o mais rápido possível.

Promotor Marcos Paulo, ladeado por Adriana Ribeiro Viana e José Carlos Santana

A nova diretoria ficou composta assim: Presidente, José Carlos Santana (Carlinhos); vice-presidente, Adalberto Mateus(Chié); 1º Secretário(a), Adriana Ribeiro Viana e Amilton Soares Diniz; 1º Tesoureiro, Raul Viana da Costa; 2° Tesoureiro, Rosa Maria de Jesus Werneck; Orador, Álvaro Moreno Diniz; Conselheiro fiscal, Maria das Dores Luz Figueiredo Lima, Luiz Novy Filho e Paulo Ricardo Silva da Glória; Diretor Social, Magali de Castro Lara, Benedito do Vale Freitas Filho, Maria Aparecida de Paula Silva, Sandra Lima e Adriana Carvalho Breguez.

Situado na Rua Direita, perto da Igreja do Rosário, o Clube está fechado há décadas

“Considerando a necessidade premente de retomar o funcionamento do Clube e implementar diversas ações de manutenção e conservação da sede,” afirma a Ata da Assembléia, a nova diretoria tomou a decisão de colocar à venda 100 quotas de sócios contribuintes, no valor de R$300,00, cada uma, e fixou o valor da mensalidade dos sócios, a partir de agora, em R$30,00.

Será realmente um grande feito dar vida novamente ao Clube Social Luziense, uma área espetacular, no centro da cidade, fechado há décadas. O clube foi fundado em dezembro de 1953 – vai completar 66 anos -, e teve papel importante na vida social da cidade até ser fechado, no ano 2000. Parabéns a todos os envolvidos no esforço para entregar a Santa Luzia mais um espaço para a convivência social, a exemplo do que vem acontecendo com o Clube Icaraí.

Uma família bonita e unida

Fabrício, Zé Francisco, Flávia, e Francine. Faltou apena a matriarca jane Pascucci

Encontrei esta foto da família Costa(Pascucci) no Facebook. Estava procurando uma boa imagem de gente para ilustrar a coluna do Luzias nesta semana. Achei Zé Francisco com os filhos. Fico imaginando que quem registrou esse momento da família foi Jane, já que é a única ausente. Parabéns para vocês todos!

Evento marcará os 140 anos do falecimento da Baronesa

Será no domingo que vem, no Solar da Baronesa, que era a proprietária do prédio

150 cirurgias de pequena complexidade por mês no hospital municipal

As pequenas cirurgias começarão a ser realizadas na terça-feira, 28 de maio

O anúncio está na página oficial da Prefeitura e mostra como, em termos de assistência à saúde, Santa Luzia ainda está engatinhando, levando-se em conta que a cidade tem cerca de 220 mil habitantes e também atende moradores de outras localidades no seu entorno.

Veja o que diz: “Na próxima terça-feira (28), novas cirurgias serão realizadas no Hospital Municipal Madalena Parrilo Calixto. Serão atendidas cerca de 150 pessoas por mês e entre os procedimentos ofertados estão: cirurgias de vasectomia, retirada de verugas, unha encravada, retirada de lipoma (frequente nos ombros e axilas), cisto sebáceo (caroços na pele), nódulos móveis e cisto sinovial (frequente nas mãos e nos punhos).” Atender 150 pessoas por mês é um começo, mas é também uma gota no oceano. Clique aqui para ler a notícia completa. clicando.

O Observatório Luziense publica uma boa matéria sobre a realização das pequenas cirurgias: clique para ler “Reabertura do Hospital Madalena Calixto para pequenas cirurgias descumpre TAC( Termo de Ajuste de Conduta)”.

As primeiras escolas do bairro São Benedito

Fernando de Castro está escrevendo a História do bairro de São Benedito

O grande Fernando de Castro, figura importante de São Benedito, está escrevendo a história do bairro que ele conhece profundamente e ama tanto. Neste texto, ele conta a luta dos moradores dos primeiros moradores de São bené conseguir escola. Leia:

“As famílias que vieram para o bairro São Benedito nos primeiros três anos, passaram com certeza, por muitas dificuldades, principalmente na área educacional, uma vez que as escolas mais próximas se localizavam na região vizinha de Venda Nova. Portanto, aqueles que desejavam iniciar a alfabetização, se deslocavam a pé, mais de doze quilômetros.

Só no final do ano de 1957, os senhores Helton Werneck, José Santana(Duca de Pinha) e Juca Bispo, sensibilizados com o sofrimento dos novos moradores do bairro São Benedito(na área educacional), procuraram o então prefeito Antônio Roberto de Almeida e fizeram o pedido para implantação do ensino de primeira a quarta série no local. Imediatamente o prefeito atendeu o pedido desses três abnegados cidadãos luzienses, que durante suas existências sempre souberam honrar e dignificar a pessoa humana.” Clique aqui para ler mais.

A imagem mais triste da semana

Inexplicavelmente, o cedro centenário foi abatido por funcionários da Prefeitura

Noticiamos aqui, no Luzias, há poucos dias, o inconformismo dos moradores do bairro da Ponte com o abate inexplicável de um cedro centenário, na Rua José Tófani, ao lado da Praça Presidente Vargas, que vinha sendo cuidado pelo pessoal que mora por perto. Quando os moradores se deram conta, a velha árvore jazia no chão. O Luzias recebeu esta mensagem de uma moradora das imediações da Praça: “Mais uma vez a natureza é agredida. Como se não bastasse as quatro mangueiras – também centenárias – que foram cortadas sem nenhum motivo, no mesmo terreno – tão sem motivo, que plantaram outras no mesmo lugar. Essas jamais substituirão as que foram cortadas. Tudo fruto de uma profunda ignorância. Que Deus olhe por Santa Luzia, antes que consigam destruí-la.” Compartilhamos da indignação dessa moradora.

Curso gratuito: oportunidade de emprego e especialização

O curso será online, terá 60 horas, e o aluno receberá o certificado da Faculdade. Foto: tecnica.geracaoweb.com.br

Estudo mostra que, em razão do envelhecimento acelerado da população, a profissão de cuidador de idosos está entre as que mais crescem no Brasil. A profissão acaba de ser regulamentada pelo Senado, em Brasília. Por isso, esta é uma boa oportunidade de emprego. Caso você se interesse, a Faculdade Unimed está oferecendo gratuitamente online o curso de cuidador de idosos. Ao final do curso de 60 horas, com o geriatra que é referência nacional Dr. Edgar Nunesg. Clique aqui para ler todas as informações.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

1 Comentário

  • Jane Pascucci
    26 de maio de 2019, 20:04

    Obrigada ao jornal pela reportagem sobre a minha amada família.

    RESPONDA