Moradores da Ponte pedem à Prefeitura limpeza do mato ao lado da linha de ferro

Moradores da Ponte pedem à Prefeitura limpeza do mato ao lado da linha de ferro
A Prefeitura diz que a solução do problema não é com ela E que a responsável pela limpeza é a VLI, empresa controlada pela Vale, que opera a ferrovia que passa por Santa Luzia. Foto: Luzias

Luzias

O texto abaixo foi enviado ao Luzias por moradores da Ponte, na tentativa de sensibilizar a Prefeitura e, assim, conseguir que seja feita a limpeza do mato, já alto, ao longo de toda a linha férrea, no bairro. O problema não é de hoje, mas só se agrava, prejudicando quem mora nas imediações. “Nós moradores estamos sofrendo com tantas baratas, escorpiões e drogados que estão usando a guarita(abandonada) no local para o consumo de drogas”, diz o texto.

O drama dos moradores é, quando procuram a Prefeitura para solicitar a limpeza ouvem sempre que o problema não é de Santa Luzia, mas da VLI – empresa controlada pela Vale, e responsável pelas operações da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), que passa por Santa Luzia.

Veja como o mato tomou conta. Foto:Luzias

Essa empresa, que incomoda tanto Santa Luzia com seus trens passando várias vezes por dia (pára todo o trânsito no bairro da Ponte e, sempre que passa, aciona a buzina na maior altura, inclusive às 5h da manhã) não se digna nem a responder às tentativas de contato. Ou seja, a população, que sofre tanto com o problema, fica entre a Prefeitura e a VLI. A quem apelar?

Veja o vídeo e leia o que os moradores escreveram:

“Este vídeo foi feito na região central de Santa Luzia. O trecho filmado liga duas importantes ruas do centro comercial da cidade: Rua Rio das Velhas e Rua do Comercio, no Bairro da Ponte e serve como uma ligação para pedestres entre estas duas importantes ruas.

O mato cresce e aumenta o numero de roedores, escorpiões e baratas que invadem as nossas casas. A guarita desativada serve de proteção e esconderijo para pessoas mal intencionadas e drogadas e também de trampolim para a entrada de pessoas nos quintais, inclusive quintal de casa tombada pelo patrimônio municipal.

Esta passagem fica perto de duas outras edificações importantes e também tombadas pelo patrimônio (Estação ferroviária e Igreja de São João Batista). Por varias vezes fizemos pedido à Prefeitura para que o local seja limpo, mas a resposta é sempre: “não é de responsabilidade da Prefeitura e sim da Rede Ferroviária a manutenção da limpeza no local.”

Alguns ofícios foram enviados a VLI (concessionária da linha de trem) pedindo a limpeza do local, mas em nenhum deles obtivemos resposta.

Gostaríamos de ajuda na solução do problema: a) remoção da guarita abandonada; b) limpeza permanente do local e, c) criação de estrutura segura e permanente para transito de pedestres que atualmente é feito em cima dos trilhos.”

Alô, alô, Prefeitura! Moradores do bairro da Ponte pedem ajuda!

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

1 Comentário

  • Cristiano Lara Massara
    19 de março de 2021, 19:53

    Tá uma vergonha mesmo. É mato pra todo lado.

    RESPONDA