Helton Guimarães Werneck, o querido Werneck, faria 100 anos nesta segunda

Helton Guimarães Werneck, o querido Werneck, faria 100 anos nesta segunda
Werneck fazendo discurso, observado atentamente pela esposa, a educadora Ephigenia de Jesus.Sentado, ao lado, o futuro Prefeito da cidade, Antônio Teixeira da Costa. Foto: acervo da família

Luzias

Hoje, 15 de junho de 2020, se celebram os 100 anos de nascimento de Helton Guimarães Werneck, personagem importante da história de Santa Luzia. Conhecido por todos pelo sobrenome, Werneck chegou a Santa Luzia no final da década de 1940, como funcionário do Departamento Nacional de Estradas de Ferro (DNEF), que estava construindo um ramal ferroviário ligando Belo Horizonte a Peçanha. Nascido em Lima Duarte(MG), assim que se casou com a belorizontina Ephigenia de Jesus, veio morar em Santa Luzia e aqui permaneceu mesmo com a interrupção das obras do trecho ferroviário.

Na cidade, Werneck constituiu família e entrou para política, sendo eleito vereador durante vários mandatos. Entre os anos de 1959 e 1967. Mostrado sua influência e liderança, foi eleito presidente da Câmara Municipal de Santa Luzia. Junto com o amigo e vereador José Santana (Duca de Pinha), tornou-se uma das personalidades políticas mais destacadas da cidade, tendo tido papel fundamental na instalação da primeira escola no distrito de São Benedito, na administração do prefeito Antônio Roberto de Almeida.

Helton Guimarães Werneck, que dá nome a uma rua no bairro São Geraldo, tinha apenas 57 anos quando faleceu, em 1980. Seu corpo foi sepultado no Cemitério do Carmo, em Santa Luzia.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply