Chuva fraca, mas constante, inunda parcialmente a Rua Felipe Gabrich e causa transtornos

Chuva fraca, mas constante, inunda parcialmente a Rua Felipe Gabrich e causa transtornos
Um bueiro entupido provocou o represamento das águas na rua. Foto: Luzias

Luzias

As chuvas foram fracas. Mas um bueiro entupido fez com que a água ficasse represada, inundando parcialmente a Rua Felipe Gabrich, no bairro da Ponte, o que causou grandes transtornos aos moradores. Como não choveu quase nada, o que aconteceu neste sábado(20) nessa via de constante movimento de veículos é uma boa mostra do que poderá ocorrer quando as chuvas se intensificarem.

Os moradores ficaram preocupados e chateados, porque já há um bom tempo vêm solicitando à Prefeitura a limpeza do bueiro, sem que qualquer atenção seja dada às solicitações. A Rua Felipe Gabrich sofre em cheio o impacto das enchentes, dada a sua proximidade do Rio das Velhas. Quando o rio transborda é a primeira a ser afetada. Isso faz com que em perídos chuvosos, como o que vivemos, os moradores, sobretudo os idosos, vivam sobressaltados.

O trânsito contínuo de caminhões pesados torna a velha Rua Felipe Gabrich ainda mais vulnerável

Essa inundação parcial também pode ser interpretada como um aviso do que estará por vir, caso a Emccamp Residencial, empresa com sede em BH, consiga aprovação do projeto Cidade Jardim, que prevê fatiar a antiga fazenda de Vicente de Araújo em quase 600 lotes, num mega empreendimento imobiliário, na outra margem do Rio das Velhas. O plano da construtora é aterrar e elevar parte do terreno(altimetria), de forma a construir uma barreira para que os lotes não sejam afetados pelas enchentes anuais. Significa que as águas das enchentes seriam empurradas para a parte baixa da cidade, com consequências imprevisíveis.

No lugar do bairro Cidade Jardim, que teria enorme impacto na cidade, moradores, através do movimento Salve Santa Luzia, lutam para que a antiga fazenda, que tem uma área de 498 mil m2, seja transformada no Parque Vicente de Araújo. A cidade, tão carente de áreas verdes e de centros de lazer, agradeceria muito.

O terreno da antiga fazenda de Vicente de Araújo, às margens do Rio das Velhas, ocupa uma área de 498 mil m2

Por isso, o maior número possível de pessoas deve participar da segunda audiência pública, realizada pela Câmara Municipal, para discutir o projeto do loteamento da Emccamp. A audiência será virtual, no próximo 16 de dezembro, quinta-feira, a partir das 10h da manhã.

Só unidos os moradores vão conseguir sensibilizar a Câmara e a Prefeitura

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *