Apesar do desinteresse das autoridades, Santa Luzia recebe uma rainha africana

Apesar do desinteresse das autoridades, Santa Luzia recebe uma rainha africana
Diambi Kabatusuila Mukalenga Mukaji de Nkashama, da Ordem do Leopardo, do Congo

Luzias

Diambi Kabatusuila Mukalenga Mukaji de Nkashama, rainha da Ordem do Leopardo, da Republica Democrática do Congo, na região central da África, estará em Santa Luzia durante três dias, a partir desta quarta-feira de cinzas, 6 de março, para um raro e importante intercâmbio. Além de participar de vários eventos e cerimônias, ela fará uma visita ao Mosteiro de Macaúbas. Para esse primeiro dia de atividades na cidade, está prevista a apresentação da Aruanã Cia de Dança Afro-brasileira e do Grupo de Capoeira Irmandade de Angola, e uma mesa aberta aos representantes de religiões de matriz africana. O encerramento será às 19h, com uma apresentação musical de Tom Nascimento, Guilherme Ventura, Gilbran Muller e Johnny Herno.

A vista da rainha africana só será possível graças ao empenho da Casa de Cultura Lode Apara, espaço situado no bairro Duquesa 1 – Rua H, número 58 – dedicado à manutenção da cultura, costumes e festividades dos povos Bantu, vindos de países do centro-sul do continente africano, como Angola, Congo e Moçambique. É lá que boa parte das atividades será realizada, pois ela passará o dia aqui.

Temos que agradecer também a vinda de Diambi Kabatusuila Mukalenga Mukaji de Nkashama a Santa Luzia à vereadora Suzane Duarte, única autoridade da cidade com sensibilidade e conhecimento suficientes para entender a importância do contato com representantes dos nossos ancestrais africanos. Ao contrário de outras cidades, que vão homenageá-la, aqui, nem o Prefeito nem qualquer outra autoridade mostrou interesse em viabilizar a vinda da rainha, cuja presença no Brasil tem como objetivo principal valorizar e celebrar povos e tradições africanos, tão importantes na nossa formação. Além de Minas Gerais, a rainha irá à Bahia, ao Rio e à São Paulo.

Veja a programação de Diambi Kabatusuila Mukalenga Mukaji de Nkashama nos três dias em que passará em Minas Gerais, com o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte:

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

4 Comentários

  • Marta Silva
    5 de março de 2019, 20:50

    Gostaria muito de poder conhecer a Rainha Diambi. Seria uma honra.

    RESPONDA
  • Euler Mendes Baeca
    7 de março de 2019, 00:22

    Tive o enorme prazer em conhece lá uma simplicidade uma simpatia inigualável, descaso mesmo dos governantes e da impressa mineira mais o astral dela contágio se todos que estavam presentes como ela disse só os escolhidos que estariam lá pra presenciar esse momento único ❤️ Salve a rainha Diambi 🤩

    RESPONDA
  • Claudia Siqueira
    7 de março de 2019, 21:39

    Me senti honrada com a visita da Rainha Diambi em Santa Luzia, tive o prazer de recebê-la junto dos companheiros da Kolping em São Benedito. Espero que volte e que nossas autoridades tenha sensibilidade em recebê-la com as honrarias que uma Rainha merece.

    RESPONDA
  • […] Fonte: Apesar do desinteresse das autoridades, Santa Luzia recebe uma rainha africana – Luzias […]

    RESPONDA