Uma conversa importante sobre a história do Reinado de Nossa Senhora do Rosário

Uma conversa importante sobre a história do Reinado de Nossa Senhora do Rosário
A devoção a Nossa Senhora do Rosário está presente nas Minas desde o século 18, com a construção de capelas e constituição de irmandades religiosas. Foto: Nossa Senhora do Rosário, de Pinhões - Marcos Ikeda

Luzias

Você não pode deixar de ver este vídeo. É uma conversa com a doutora Leda Maria Martins, rainha de Nossa Senhora das Mercês do Reinado de Nossa Senhora do Rosário do Jatobá (Belo Horizonte), e com o professor Maurício Costa, procurador-geral da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte (Chapada do Norte) sobre a história do Reinado de Nossa Senhora do Rosário, presente nas Minas Gerais desde o início do século 18.

A mediação dessa importantíssima troca de informações é do luziense Adalberto Andrade Mateus (Beto Mateus). O evento aconteceu no dia da Consciência Negra e faz parte do calendário de celebração do Tricentenário de criação da Capitania de Minas Gerais, promovido pelo Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, do qual o mediador é membro.

Os tambores de candombe de Vital estão no Museu Aurélio Dolabella

Durante a live, Beto relembrou uma figura de Santa Luzia: Vital, conhecido como Vital do Campinho, tradicional morador da cidade, que participava dos festejos do candombe em meados do século 20, inclusive, participava do desafio de dançar com a garrafa na cabeça, tradição que ainda é mantida na festa do Rosário de Chapada do Norte. Os tambores do candombe de Vital fazem parte do acervo do Museu Histórico Aurélio Dolabella.

Veja o vídeo com a íntegra da conversa:

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply