Gente que é parte da História da cidade

Gente que é parte da História da cidade
Na primeira fila, da esquerda para a direita, Mezinho, Ninico, Dr. Oswaldo e Duca de Pinha. Atrás, dá para reconhecer, Rogério da Ponte, Zé do Posto, Bené Leal, Alberto de Teca, Marcelo Brás. Você reconhece mais alguém?

Redação do Luzias

Selecionar estas fotografias de pessoas tão queridas em Santa Luzia nos transportou para um outro tempo. De repente, nos vimos numa cidade onde todo mundo conhecia todo mundo, lugar de vida tranquila e de muita camaradagem.

As imagens são de épocas diferentes e, infelizmente, não têm o registro da data em que foram feitas. Algumas são do tempo de Dr. Oswaldo Prefeito – final dos anos de 1960/primeira metade da década de 1970, quando Santa Luzia se uniu em torno de um líder e teve seu momento de maior expressão, em todas as áreas, inclusive na econômica e cultural. Há também fotos mais recentes e mais antigas do que esse período. Todas trazendo boas lembranças

Nesta galeria, a intenção foi retratar o maior número de pessoas que fizeram e fazem parte da vida da cidade. É lógico que estão faltando muitos aqui. À medida que formos fazendo outras listas de fotografias, vamos mostrar as outras pessoas que deram e dão sua contribuição à cidade. Se você tiver uma fotografia que gostaria de ver publicada no Luzias, envie para nós.

Boa parte das fotografias abaixo faz parte do acervo de Marco Aurélio Fonseca; algumas são de Thomas Kentish. Quase todas estão publicadas na página do Facebook do Memória Santa Luzia MG

Veja:

Antônio Tibúrcio, Werneck, o cantor Orlando Silva, e Duca de Pinha

Da E para a D, Bené Leal, Luiz Novy, Mezinho, Bilé, Antônio Rodolfo, Dr. Oswaldo, Moacir de Souza, deputado Lourival Brasil e Nhonhô

Dona Ephigênia de Jesus Werneck com padre Maurílio, numa formatura de jardim de infância

Mezinho, Werneck, Duca de Pinha e Mário Pau de Fósforo

Fila do alto, da direita para a esquerda: Antônio Maurílio(Bocão), Zé Francisco, Edson Carvalho(Disson), Marco Antônio, Zé Maria, Sebastião, Zé Eustáquio e Adelino. Na segunda fila, Diva, Eliane Souza Lima, Iris Novy, Maria do Carmo Mogiz, Wania Novy, Cleuza Brito, Eulira e Penha. E na primeira fila, Mariana Lara, Ednéia Fernandes, Adelaide, Naná, Terezinha, Maria Amélia e Janete Rosa – Foto: arquivo pessoal de Marco Aurélio Fonseca

Hélio Moreira e Ione sambando num daqueles ótimos carnavais que a cidade já teve

Mariza de Pequetita ,Ceci de chico e Mariza de João Barracão: muito lindas.

Tocando, da esquerda para a direita, os saudosos Chichico de Bimbo, Sebastião de Pinho e Antônio Tibúrcio. Mais atrás,João Tibúrcio e um música da Rádio Inconfidência. Em pé, à esquerda, Joãozinho Barracão e, no cantinho, Paulinho de Ninico – Foto: Arquivo pessoal Marco Aurélio Fonseca

Werneck recebendo o título de Cidadão Honorário de Santa Luzia, na sede da Prefeitura, ladeado por Dona Ephifigênia, Bilé e Nhonhô, na administração de Dr. Oswaldo, na década de 70

Antônio Nonato e a filha Dinha

Elenita, com seu lendário presépio

À frete a esquerda
Milton (irmão de Moacir de Souza) ; atrás dele, Priscila Almeida Santos, com lacinhos brancos na cabeça; do outro lado, Dona Tita

Cerimônia de formatura no antigo Cine Santa Cruz, na Rua Direita: Hélcio Martins Carvalho acompanhado de Aída. O paraninfo era Jaime Gomide, apresentador da antiga TV Itacolomi. Atrás dele, em pé, Clara Diniz, e sentada, Dona Quita

Ercília, Ana Senra, Totônio, Thomas e Danilo de Pilão. Você sabe quem é o homem de pé?

Silvio( irmão de Manga), Tonico de Japí e Luiz de Pedrinho

Terezinha e Zé do Posto (José Fernandes)

Da esquerda para a direita, Neusa, Mirtes e Cida de João Pirumba, Maria Paula Carvalho, Silvio Rocha(Torresmo), Nezinha e Carlos Antônio Carvalho(Boi)

Da E para a D, Maria Angélica, Afonsina, Preta, Birica, Teresa de Décio, Marta, Maria Geralda, Luzia, Maria de Zé Brasil, Arlete, Regina irmã de Birica e Imelda

Pedro Luis, Mozar e Manoelzinho. O menino é Raphael (Kid), filho de Mozar. Foto de 1990

Gil Saturnino de Almeida e Rosa (Rosita) Barbosa Chaves de Almeida, luzienses da primeira metade do século 20, pais de Bebeth, Lourdinha, Conceicão, Marquinhos e Carlinhos

Conceição dando a mão ao filho Marco Antônio e Bimbo carregando Chichico

Irmã Maria da Glória, nascida em 1903, que ficou mais de duas décadas doente sobre uma cama no Mosteiro de Macaúbas, e morreu em 21 de janeiro de 1986. Muitos católicos atribuem à intercessão da freira diversas graças alcançadas

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply