Daniel Rodrigues conquista a medalha de bronze no para pan-americano de Lima

Daniel Rodrigues conquista a medalha de bronze no para pan-americano de Lima
Daniel levou a melhor na disputa e traz para o Brasil a tão sonhada medalha. Foto:olimpiadatododia.com.br

Luzias

Numa grande partida contra o americano Casey Ratzlaff, Daniel venceu por parciais de 6-2 e 6-3, conquistando a tão ambicionada medalha de bronze, na modalidade de tênis em cadeira de rodas. “A minha meta era conseguir o ouro. Mas estou feliz, porque o bronze também é muito importante para a minha carreira,” disse ele ao Luzias, por telefone, esta tarde, pouco depois da grande vitória.

O Luzias teve acesso ao tenista luziense através do sempre gentil Leo Butija, que foi técnico de Daniel durante quatro anos e, no momento, treina a seleção brasileira de tênis em cadeira de rodas. Todas as vezes que precisamos da ajuda de Léo para saber os resultados das partidas de Daniel, ele esteve sempre pronto. Hoje, foi ele quem nos comunicou a conquista da medalha de bronze. A vitória só veio confirmar o que nos disse nos primeiro dia em que entramos em contato com ele, em Lima: “Daniel está se tornando um jogador cada vez melhor. E, hoje, ele é muito forte.”

Leia os detalhes da partida disputada nesta sexta-feira, na qual Daniel Rodrigues sagrou-se campeão. O artigo é do site olimpiadatododia.com.br:

Brilhando nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, o Brasil segue implacável. Tanto que conquistou mais uma medalha na tarde desta sexta-feira (30). Quatro anos depois, Daniel Rodrigues repetiu o feito de Toronto 2015, venceu a disputa do terceiro lugar e levou para casa o bronze no tênis em cadeira de rodas. Na ocasião, ao lado de Carlos Santos, também fechou com a prata nas duplas masculinas.

Mais experiente, Daniel Rodrigues já conhece o caminho do sucesso. Durante a campanha na capital peruana, ele obteve três vitórias e apenas uma derrota em quatro compromissos. O tropeço veio justamente na semifinal, mas não evitou com que a bandeira verde e amarela aparecesse no pódio.

Para alcançar o mesmo resultado em 2019, encarou o Casey Ratzlaff, dos Estados Unidos. Aos poucos, soube como controlar a partida e mostrou que estava preparado para as adversidades. O rival tentou reagir em determinados momentos. No entanto, as investidas surtiram pouco efeito. Melhor para Daniel, que demonstrou frieza e tranquilidade para fechar em 6/2 no primeiro set e abrir caminho para o triunfo.

Na sequência, Casey Ratzlaff veio com mais intensidade, claro. A derrota não era uma opção. Novamente seguro em quadra, o brasileiro diminuiu o ímpeto do adversário e virou bolas importantes para abrir larga vantagem. Quando teve a chance, definiu com segurança e confirmou a medalha de bronze nos Jogos Parapan-Americanos: 6/3.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply