Relógio da Matriz: tesouro luziense que exige manutenção todos os dias do ano

Relógio da Matriz: tesouro luziense que exige manutenção todos os dias do ano
O relógio, logo abaixo da torre da direita do Santuário. Foto: reprodução da internet

Beto Mateus, Luzias

De hora em hora, o relógio da Igreja Matriz de Santa Luzia badala e anuncia as horas. Além das engrenagens, que trabalham 24 horas por dia, mais de uma dezena de voluntários se revezaram ao longo do último século para que as horas e os minutos não deixassem de ser registrados. Seja padre, dentista ou administrador do cemitério, muitos deram ‘a corda’ no único relógio público da cidade e não deixaram os luzienses perderem a hora.

Com o tempo, novos dispositivos que registram as horas foram instalados nas torres de outras igrejas. Mas, eletrônicos, não carregam o mesmo peso histórico do relógio da Matriz.

Uma pesquisa do restaurador José Antônio Torres, popularmente conhecido por Mosquito, reconstitui parte dessa trajetória que já passa dos cem anos. Anteriormente, o relógio registrava somente as horas, mas, de acordo com Mosquito, em 1947, o prefeito Emílio Zeymer autorizou o senhor João Batista Lima a instalação de um ponteiro que marcaria também os minutos, fazendo com que a população pudesse ver a hora exata.

Responsáveis pela manutenção do relógio
As várias pessoas que se sucederam na tarefa de manutenção do relógio da Matriz são lembradas em um quadro afixado junto ao equipamento de engrenagens que movimenta o relógio, no alto da torre. São elas:

Décadas de 1910 e 1920: Janjão Coelho Lima e João Pinho; Décadas de 1930 e 1940: Heraldo Lima; Década de 1950: Chico Angú e Sô Piu; Décadas de 1960 e 1970: Padre João Habian; Década de 1980: Luiz Costa; Década de 1990: Haroldo Lima e José Antônio Torres; Décadas de 2000 e 2010: André Silva, Francklin Silva, Eugênio Lima e José Antônio Torres.

Veja a bela reportagem que a TV Globo fez, mostrando como é feita atualmente a manutenção do relógio da Matriz:

Leia também:
Nós e Santa Luzia (sobre o relógio da Matriz)
Santa Luzia comemora os 240 anos do fim da construção da Matriz, marca de sua fé

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

1 Comentário

  • Nenez
    16 de maio de 2019, 08:17

    Gostei! Fatos de toda nossa vida que a gente desconhece….

    RESPONDA