TRE/MG decide convocar novas eleições em Santa Luzia para 24 de junho próximo

TRE/MG decide convocar novas eleições em Santa Luzia para 24 de junho próximo
No dia da eleição, as urnas serão abertas às 8h e a votação será encerrada às 17h

Redação do Luzias

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, TRE/MG, marcou para o próximo dia 24 de junho, daqui a menos de um mês, a realização de novas eleições para Prefeito e vice-prefeito de Santa Luzia. A decisão, tomada nesta segunda-feira, 28 de maio, está sendo anunciada cinco dias depois que Roseli Pimentel (PSB), eleita em 2016, renunciou ao cargo. A ex-prefeita estava sofrendo um processo de cassação, encerrado com a renúncia. A votação no Dia de São João, será das 8h às 18h e a chapa eleita deve tomar posse no dia 13 de julho. Isso significa que o atual prefeito, Sandro Coelho (PSB), que vem ocupando a cadeira de Prefeito desde setembro de 2017, estará à frente da Prefeitura somente até 12 junho.

A escolha dos candidatos pelos partidos deverá ocorrer em convenções realizadas esta semana – entre terça-feira, 29 de maio, e quinta-feira, 31 de maio. A cidade deve ter pelo menos cinco candidatos a Prefeito, que terão relativamente pouco tempo para se tornar conhecidos dos 160 mil eleitores da cidade, já que a campanha eleitoral só poderá ser iniciada em 02 de junho, ou seja, 22 dias antes das eleições.

Eleitos em 2016, Roseli e Fernando César renunciaram

As eleições municipais estão sendo antecipadas na cidade porque a chapa eleita em outubro de 2016, Roseli Pimentel/Fernando César(PRB) renunciou. Como ambos ficariam inelegíveis por vários anos se a Câmara de Vereadores efetivasse a cassação deles, através do processo de impeachment movido pelo professor Abraão Gracco, primeiro, foi o vice que apresentou sua renúncia, em abril, um mês antes de Roseli tomar a mesma decisão. A ex-prefeita continua em prisão domiciliar. Ela é acusada de ser a mandante do assassinato de Maurício Rosa, dono do jornal luziense O Grito. Maurício foi morto a tiros em agosto do ano passado. A então prefeita acabou recolhida ao xadrez em setembro de 2017. Mais tarde, passou a cumprir prisão domiciliar. No ofício através do qual oficializou sua renúncia, Roseli Pimentel explicou que queria concentrar as forças na sua defesa

Leia também:
Prefeita eleita Roseli Pimentel renuncia

Um dia depois de renunciar, a ex-prefeita chamou alguns dos órgãos de imprensa de Santa Luzia a sua casa, em São Benedito, para dar uma entrevista, que durou mais de uma hora. Ela denunciou que tentaram suborná-la (não deu os nomes) com 30 milhões de reais para que não renunciasse; defendeu-se da acusação de que mandara matar o dono de O Grito – “Quem me conhece há mais de 40 anos, sabe que não cometeria um crime para me tornar prefeita. Quem acredita nisso?”; e atacou o prefeito interino, Sandro Coelho: ““O que eu estou vendo na prefeitura de Santa Luzia hoje é chocante. Eu estou arrepiada”. Clique aqui para ver a íntegra da entrevista.

Deixe um comentário

Mantemos a privacidade de seu e-mail. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply